top of page

Amor Líquido: os desafios de confiar e a importância do autocuidado nas relações atuais.


Foto de RODNAE Productions

Vivemos em um mundo em constante mutação, onde inovações tecnológicas e avanços sociais são constantes. Não é surpresa que esses avanços também afetem nossas relações afetivas. O sociólogo Zygmunt Bauman cunhou o termo "modernidade líquida" que logo desencadeou diversas vertentes desta teoria. A que vou tratar neste blog é o "Amor Líquido" que compartilha praticamente do mesmo conceito para descrever essas mudanças, em que as relações amorosas tornam-se mais fluidas, voláteis e efêmeras, ou seja em linguagem mais simples, não tem valor algum a não ser pelo prazer imediato e momentâneo.


O amor líquido é caracterizado por uma falta de compromisso a longo prazo. As pessoas estão cada vez mais focadas em sua individualidade e em satisfazer suas necessidades pessoais, ao invés de investir tempo e energia em um relacionamento duradouro. Relacionamentos longos são chatos, dolorosos e descartáveis, e as pessoas se sentem mais confortáveis com parceiros que não representem um fardo ou que não exigem demais.

As novas tecnologias também contribuem para o amor líquido. As redes sociais e os aplicativos de namoro oferecem uma variedade de opções e facilidades para conhecer novas pessoas, mas também criam uma cultura de descartabilidade. Se não gostamos de alguém, podemos bloqueá-lo, excluí-lo ou simplesmente "cancelar". Isso torna mais ...

Foto de RODNAE Productions

fácil mudar de parceiro e se desgarrar de relacionamentos conflituosos. Opta-se por tudo que é mais fácil, experiência de vida, maturidade afetiva é coisa do passado. O amor líquido também está relacionado à falta de confiança nas instituições.

As pessoas já não confiam mais no casamento, na família ou na religião como garantias de que um relacionamento vai durar. Em vez disso, eles procuram por qualquer forma de relacionamento que ofereça um sentimento temporário de felicidade.

Apesar de todas essas mudanças, o amor ainda não se foi. Ainda há pessoas que procuram relacionamentos duradouros e se esforçam para manter a harmonia em seus relacionamentos. No entanto, é importante reconhecer que o amor líquido é uma realidade para muitas pessoas e que pode impactar negativamente a saúde emocional e a estabilidade do relacionamento.

Foto de RODNAE Productions

Para enfrentar esse desafio, é preciso ser honesto consigo mesmo e com seu parceiro. É preciso trabalhar na comunicação, na construção de confiança e no comprometimento com o relacionamento. É preciso cultivar sentimentos de respeito, admiração e amor verdadeiro. O amor é um trabalho contínuo e deve ser cultivado diariamente, este amor a que me refiro é cumplicidade, companheirismo, irmandade, respeito, carinho, educação e uma pitada de descontentamento, implicância e mau humor. Concluindo o amor líquido é o resultado de uma sociedade cada vez mais focada na individualidade, na instantaneidade na falta de empatia e no desprezo à vontade alheia. No entanto, isso não significa que seja impossível ter um relacionamento duradouro e significativo. É preciso trabalho e compromisso para manter um relacionamento saudável e longevo, mas o amor real e verdadeiro existe e pode ser encontrado por quem o procura.

30 visualizações

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page