top of page

Eterno Dilema: Como Enfrentar os Desafios da Vida Moderna e Manter a Saúde Mental


Image Anna Shvets Pexels


A saúde mental tem sido um tema cada vez mais discutido e relevante na sociedade atual. Com o aumento dos casos de transtornos psicológicos e a crescente pressão do dia a dia, muitas pessoas se perguntam qual é o propósito da vida e por que continuar vivendo. Neste artigo, abordaremos os principais desafios enfrentados no cotidiano, como trabalho, falta de dinheiro, transporte público lotado, relações abusivas e a busca por lazer saudável, e como esses fatores afetam a saúde mental das pessoas. Além disso, apresentaremos exemplos, estatísticas e possíveis soluções para cada situação. (Image Anna Shvets Pexels)


1. Transtornos Psicológicos, Saúde Mental e o Dia a Dia

2. Salário Insuficiente

Muitas pessoas enfrentam longas jornadas de trabalho com salários baixos, o que pode levar ao esgotamento físico e mental. A falta de dinheiro também impede que as pessoas desfrutem de atividades de lazer saudáveis, como viajar ou praticar esportes, o que pode contribuir para o aumento do estresse e da insatisfação com a vida. Por mais que não vejamos saída para estes e outros problemas, muito provavelmente há. Procurar oportunidades de capacitação profissional e distribuir ou postar currículos para buscar um emprego com melhor remuneração pode ser uma alternativa. Além disso, é importante avaliar se a situação atual é melhor do que não ter emprego e considerar outras possibilidades, como empreendedorismo ou trabalhos temporários. (Image Pexels)


3. Fator de Estresse: Transporte Público Lotado

O transporte público lotado é uma realidade enfrentada diariamente por milhares de pessoas. Ônibus, metrôs e trens superlotados geram desconforto, cansaço e estresse, afetando negativamente a saúde mental dos usuários. De acordo com uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), 38% dos usuários de transporte público na cidade relataram desconforto emocional devido à superlotação. Para quase tudo há uma saída que pode ser de pequeno, médio ou longo prazo, você só não pode deixar que isso se torne um problema eterno. Uma alternativa é buscar meios alternativos de transporte, como bicicletas ou caronas compartilhadas. Além disso, pressionar governos locais para investir em melhorias no transporte público pode contribuir para aliviar a situação. (foto internet)


4. Fator de Estresse: Relações Abusivas em Casa, no Trabalho e no Transporte

As relações abusivas podem ocorrer em diversos contextos, como em casa, no trabalho ou no transporte público. Essas situações podem levar a um aumento nos níveis de ansiedade e estresse, prejudicando a saúde mental das vítimas. Por exemplo, um estudo conduzido pela Universidade de Michigan revelou que 35% dos trabalhadores relataram sofrer bullying no ambiente de trabalho.

Buscar apoio emocional e jurídico para lidar com relações abusivas é fundamental. Além disso, desenvolver habilidades de comunicação assertiva e estabelecer limites pode ajudar a prevenir situações abusivas.


5. Fator de Estresse: A Busca por Lazer Saudável sem Dinheiro

A falta de dinheiro para investir em atividades de lazer saudáveis pode levar as pessoas a buscarem alternativas menos saudáveis, como beber de forma exagerada ou se envolver em comportamentos de risco. Essas escolhas podem ter consequências negativas para a saúde mental e física das pessoas e de todos que estão ao seu redor. Explorar opções de lazer gratuitas ou de baixo custo disponíveis na comunidade pode ser uma solução. Além disso, organizar eventos entre amigos em parques, ruas ou em casa, bem como com familiares também é uma forma acessível de se divertir e fortalecer vínculos sociais.


6. O Propósito da Vida e o Questionamento Existencial

Em meio a todos esses desafios, muitas pessoas se perguntam qual é o propósito da vida e por que continuar vivendo se não posso fazer o que desejo e não tenho o que quero. Esses questionamentos existenciais podem levar a um aumento nos casos de suicídio e à busca por soluções alternativas para lidar com o sofrimento. Soluções alternativas vão desde um relacionamento as pressas para mascarar sua desilusão, ou até atos de violência contra você ou a alguém próximo que sofrerá direta ou indiretamente. Como já aprendemos aqui mesmo, para quase tudo dá-se um jeito. Participar de grupos de apoio ou buscar orientação espiritual pode ajudar a encontrar respostas e propósitos na vida. Dedicar um tempo ao trabalho voluntário pode mostrar a você o quanto todos nós precisamos de acolhimento e sentir-se útil pode ser uma virada de chave na sua vida. Além disso, refletir sobre as próprias conquistas e objetivos pode auxiliar na busca pelo sentido da vida.

(Image Pexel)


7. Atividades Gratuitas e Pouco Exploradas para Lazer e Socialização

Muitas vezes, quando pensamos em lazer, associamos a ideia de beber e gastar dinheiro em ambientes barulhentos e insalubres. No entanto, existem diversas atividades gratuitas ou de baixo custo que podem proporcionar momentos de descontração e socialização, sem prejudicar a saúde física e mental. Por exemplo, encontros sociais com jogos de tabuleiro, se desejarem comer e beber algo peguem um pouco de dinheiro de cada um e comprem, sem exageros, essa pode ser uma alternativa mais saudável e econômica. Nessas ocasiões, o objetivo principal é compartilhar experiências, desabafar sobre as dificuldades do dia a dia e fortalecer laços de amizade. (image unplashed)


8. Quem falou pra você que a vida seria sempre doce?

A vida é repleta de altos e baixos, e é importante reconhecer que nem sempre tudo será fácil e agradável. Enfrentar desafios e momentos difíceis faz parte do processo de crescimento pessoal e desenvolvimento de resiliência. É essencial aprender a lidar com as adversidades e buscar soluções para superá-las. Ao encarar esses momentos com maturidade, é possível extrair lições valiosas que contribuirão para o enfrentamento de situações futuras. (image unsplash)




9. Quem disse pra você que a vida seria sempre amarga?

Da mesma forma que a vida apresenta desafios, também oferece momentos de alegria, conquistas e satisfação. É importante valorizar essas experiências positivas e reconhecer que a vida não é apenas feita de dificuldades. Cultivar um olhar otimista e saber apreciar as pequenas vitórias do dia a dia pode contribuir para uma melhor saúde mental e bem-estar geral. (image pexel Suker Lee)


10. Na verdade, quem é amarga ou doce? Você ou sua vida?

A forma como encaramos a vida tem um impacto significativo em nossa saúde mental e qualidade de vida. A percepção de que a vida é amarga ou doce está intimamente relacionada às nossas atitudes e perspectivas diante das situações que enfrentamos. Portanto, é fundamental refletir sobre o papel que desempenhamos na construção de nossa realidade e o que podemos fazer para promover mudanças positivas. Em grande parte da sua existência a sua vida vai ser quem você é. Não significa que você fez tudo errado ou tudo certo, significa que a vida é feita de escolhas e isso pode ser determinante para sua vivência.


11. Conclusão

É importante questionar-se sobre as próprias atitudes e comportamentos no cotidiano. Quais escolhas estão sendo feitas para melhorar a qualidade de vida? Como lidamos com os desafios e as conquistas? É importante acreditarmos em algo ou em alguém que possa nos guiar. Refletir sobre essas questões pode nos levar a identificar áreas em que podemos promover mudanças para viver uma vida mais equilibrada e saudável, tanto física quanto mentalmente. A saúde mental é um tema complexo que envolve diversos aspectos da vida moderna em um mundo muito dividido e complexo. Enfrentar os desafios do cotidiano, reconhecer as dificuldades e valorizar as conquistas são etapas fundamentais para promover o bem-estar e a qualidade de vida. Além disso, explorar atividades gratuitas ou de baixo custo para lazer e socialização pode contribuir para uma vida mais saudável e equilibrada. O autoconhecimento e a reflexão sobre as próprias atitudes são ferramentas poderosas na busca por uma vida mais plena e satisfatória. Se precisar de ajuda me procure é só clicar no link abaixo.





4 visualizações
bottom of page